Notícias

Irritação ocular, lacrimejo, ardência…

2017-01-12

Nós temos uma lágrima especial composta de mucina, água, lipídeos e outras substâncias que protegem os nossos olhos a todo o momento.

Se algum destes componentes se alteram, então teremos uma disfunção/mau funcionamento da lágrima protetora que muitos apelidam de “síndrome do olho seco” que nos dará irritação ocular que pode variar desde uma sensação de secura ou picadelas até ao lacrimejo, prurido, ardor…

Até há pouco tempo era muito difícil fazer um diagnóstico preciso destas situações para que pudessemos instituir práticas clínicas de tratamento adequado. Geralmente receitavam-se gotas lubrificantes/hidratantes e pouco mais.

Com o aparecimento de equipamentos que conseguem diferenciar o tipo preciso de alterações da nossa lágrima de proteção natural, nós conseguimos planear um tratamento adequado, sistematizado e possível de reprodução futura.

Utilizamos não só gotas lubrificantes como também suplementos de ómega 3, óleo de linhaça, anti-inflamatórios e até um equipamento sofisticado que emite luz e calor para que as glândulas produtoras de óleo da lágrima possam funcionar de forma adequada.

Se tem queixas do género que estão mencionadas neste artigo, então saiba que poderá ser tratado de forma relativamente eficaz.

VOLTAR

NEWSLETTER
Siga-nos
facebook vimeo

© 2015. Todos os direitos reservados.
Design e desenvolvimento: LinkAge