Notícias

Gotas lubrificantes e “Olho Seco” – novos dados

2018-03-07

Martin e colegas publicaram no mês passado na revista científica "Cytokine" um trabalho em que foi feita a análise a curto prazo do benefício comparativo de 3 gotas/gel lubrificantes no estado inflamatório, sinais e sintomas de 18 pacientes com o síndroma de olho seco.

Foram utilizados 3 tipos de lubrificantes: carboxymethylcellulose (CMC), carboxymethylcellulose-glycerine-castor oil (CGC) e hydroxypropyl guar (HPG).
CGC e HPG são gotas de lipídeos emulsificados e CGC também continha osmoprotetores.

O suplemento habitual é o CMC

Uma melhoria significativa foi notada em todos os pacientes ao fim de 4 semanas. No caso da utilização da CGC a utilização de  7 biomarcadores   demonstrou em 6 deles uma redução maior que 25% em 9 pacientes. O mesmo grau de redução aconteceu em 10% dos pacientes com CMC e em nenhum com HPG. Quanto ao grau de evaporação e osmolaridade não houve diferenças significativas nos 3 grupos.


Neste pequeno estudo verificou-se que a maior redução do processo inflamatório aconteceu com a utilização de CGC mas todos os 3 tratamentos resultaram numa diminuição das queixas e melhoria da estabilidade do filme lacrimal.

Este estudo aponta para o facto da perceção dos pacientes ser muito importante na obtenção de resultados e que a diminuição do processo inflamatório não conduzirá necessariamente à melhoria objetiva das queixas e sinais.

 

VOLTAR

NEWSLETTER
Siga-nos
facebook vimeo

© 2015. Todos os direitos reservados.
Design e desenvolvimento: LinkAge